Turismo em Lisboa

Desde o final da década de 1990, Lisboa tornou-se um dos destinos turísticos de crescimento mais rápido na Europa. Nos últimos anos (antes da pandemia do COVID-19), o forte aumento do turismo transformou profundamente a cidade. Torna-se, portanto, relevante entender como os impactos sociais, económicos e ambientais do turismo são entendidos pela comunidade local (residentes; negócios e consumidores).

Observatório do Turismo de Lisboa, Dezembro 2019, p. 30

Como em outras cidades com padrões semelhantes de densificação do turismo, surgiram movimentos de resistência formais e informais. Entre 2010 e 2020, foram frequentes os protestos contra o turismo e, por vezes, altamente mediatizados. Formais ou informais, muito diversificados e, por vezes, criativos (filmes, cartazes, grafites, espetáculos), estes protestos surgiram em parte relacionados com outros movimentos sociais ou conflitos sociais locais mais amplos (contra a gentrificação, problemas habitacionais ou políticas urbanas em geral). 

O âmbito e os objetivos deste piloto foram definidos em 2019, antes do surgimento da pandemia de COVID-19. Em Lisboa, como em outras cidades turísticas da Europa, a pandemia teve um impacto enorme e imediato na economia do turismo. Por esse motivo, o nosso objetivo terá agora que ser visto sob outro prisma, pois teremos que estudar também como a pandemia afetou as perceções e as práticas dos atores envolvidos, no que diz respeito à sua compreensão do turismo na cidade.

Pesquisar OpenEdition Search

Você sera redirecionado para OpenEdition Search