Porquê estudar o turismo?

Actualmente, o turismo apresenta-se como um campo de estudos complexo e diversificado na área das Ciências Sociais e Humanidades, geralmente baseado numa profunda abordagem interdisciplinar (através do diálogo entre a sociologia, a história, a antropologia e os estudos culturais).

Avenida da Liberdade, Dia do Turista, 1969. Arquivo RTP

Investigações anteriores sobre o turismo captaram o potencial transformador duradouro das viagens e do turismo na construção de conceções modernas acerca do espaço urbano, das sociabiliades urbanas, dos lazeres e da vida urbana em geral (Cock 2001). O turismo é um fenómeno bastante  diverso e as suas formas e práticas cruzam-se e sobrepõem-se a outros padrões de produção, mobilidade e consumo (Colomb & Novy 2017; Stock 2010). Defendemos que a diversidade das práticas e condições turísticas podem ser consideradas como ponto de observação estratégica da vida urbana, mas também das questões ambientais em meio urbano. Consideramos também que o turismo é, fundamentalmente, político: a nível micro – num bairro, numa rua, num edifício – podemos observar e captar conflitos, mediações, processos de acordo, os quais em conjunto moldam a vida urbana.

Cocks, C. (2001). Doing the town: The rise of urban tourism in the United States, 1850-1915. University of California Press. 

Colomb, C., & Novy, J. (2017). Protest and resistance in the tourist city. Routledge.

Stock, M. (Ed.). (2010). Le tourisme: Acteurs, lieux et enjeux. Belin.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Pesquisar OpenEdition Search

Você sera redirecionado para OpenEdition Search